‘SISTEMA POLÍTICO É INTRINSECAMENTE DESONESTO’, DIZ MINISTRO DO STF

9
ago

Ao defender a reforma política como forma de acabar com a corrupção, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso, disse que há no país um “sentimento de devastação” provocado pela crise política no país. Destacou ser “impossível não sentir vergonha” do momento atual, citando áudios, vídeos e até mesmo a mala de dinheiro movimentada pelo deputado Rodrigo Loures.

— Somos um país que se perdeu na história, que se perdeu de si mesmo, que se desencontrou de sua gente, que se desencontrou de seu destino. É preciso começar a mudar a partir dessa constatação evidente — disse ele nesta terça-feira durante palestra promovida por uma empresa de consultoria em São Paulo.

Segundo Barroso, as acusações de corrupção que assola os setores público e privado e coloca sob suspeição integrantes do atual governo são justificadas por “provas que saltam de qualquer espaço”,

Ele foi mais longe nos ataques. Ao apontar o dedo para o Congresso, disse que o sistema político brasileiro é “intrinsecamente desonesto”, daí, segundo ele, a “urgência desesperada” de uma reforma política.

— Nós nos conformamos com a desonestidade, nos conformamos a ser conduziudos pelos desonestos — disse ele, destacando a necessiadde de uma maior mobilização da sociedade, evitanfdo que corruptos “saqueiem o país”.

O GLOBO

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *